2013/3

setembro > dezembro 2013

Nesta edição:

Olhares sobre o Corpo: acolher questões, plantar sensibilidades

Há 10 anos, o Olhares sobre o Corpo (OsC) é realizado anualmente, na segunda cidade mais populosa de Minas Gerais, Uberlândia. Neste ano, ocorreu entre 9 e 15 de dezembro e reuniu artistas, pesquisadores, professores, estudantes entorno de apresentações, oficinas, exposições e conversas. Chegando ao “Palco de Artes”, sala de espetáculos do Estúdio Uai Q […]

o papel do corpo em Big Bang Boom (de Michelle Moura), por Anderson do Carmo

Idealizado pela artista Sheila Ribeiro,  o 7×7 é um projeto de manifestações crítico-poéticas em torno de trabalhos artísticos escritos por artistas. Desde 2009, o 7×7 olha para o que acontece em dança contemporânea por aí. Nascido durante o Festival Contemporâneo de Dança (SP), já cobriu o Festival Panorama (RJ), Olhares sobre o Corpo e  FID (MG), Panorama Sesi (SP), Bienal SESC de […]

Classe paulistana se reúne com Juca Ferreira durante “Existe Diálogo em SP-Dança”

Foi realizado, na noite de terça-feira, 19, o primeiro encontro “Existe Diálogo em SP – Dança”, que reuniu cerca de 180 artistas da dança paulistana com o secretário municipal de cultura de São Paulo, Juca Ferreira. Criado por Juca, o evento vem reunindo, desde o início do ano, na sala Adoniran Barbosa, do Centro Cultural […]

Uma narrativa sensorial sobre o obscuro contemporâneo do “De repente fica tudo preto de gente”

Idealizado pela artista Sheila Ribeiro,  o 7×7 é um projeto de manifestações crítico-poéticas em torno de trabalhos artísticos escritos por artistas. Desde 2009, o 7×7 olha para o que acontece em dança contemporânea por ai. Nascido durante o Festival Contemporâneo de Dança (SP), já cobriu o Festival Panorama (RJ), Olhares sobre o Corpo e  FID (MG), Panorama Sesi (SP), Bienal SESC de […]

LOUPPE EM PORTUGUÊS, resenha da obra “Poética da Dança Contemporânea”

Laurence Louppe, francesa nascida em 1938, foi uma das mais importantes historiadoras e críticas de dança da França. Sua obra mais importante, Poéticas da Dança Contemporânea, foi traduzida para o português por Rute Costa e publicado em 2012, pela Orfeu Negro (Lisboa, Portugal), no mesmo ano da morte da autora. Louppe escreveu para o jornal […]

Crítica de 7×7 sobre VÁCUO- I, Impostor – de Key Zetta e Cia na Bienal Sesc de Dança 2013

Idealizado pela artista Sheila Ribeiro,  o 7×7 é um projeto de manifestações crítico-poéticas em torno de trabalhos artísticos escritos por artistas. Desde 2009, o 7×7 olha para o que acontece em dança contemporânea por ai. Nascido durante o Festival Contemporâneo de Dança (SP), já cobriu o Festival Panorama (RJ), Olhares sobre o Corpo e  FID (MG), Panorama Sesi (SP), Bienal SESC de […]

Wagner Schwartz abre o Projeto 7×7 que cobriu a Bienal SESC de Dança 2013

*Idealizado pela artista Sheila Ribeiro,  7×7 é um projeto de analises crítico-poéticas de trabalhos artísticos escritos por artistas. Desde 2009, o 7×7 olha para o que acontece em dança contemporânea dentro e fora de festivais. Nascido durante o Festival Contemporâneo de Dança (SP) até hoje, já cobriu o Festival Panorama (RJ), Olhares sobre o Corpo […]

Danças estão tomando conta das salas de cinema

Neste último mês, diversos filmes sobre dança têm ocupado as salas de cinema de algumas capitais do país. A comédia “Frances Ha” (EUA, 2013), o híbrido de documentário e ficção “Esse amor que nos consome” (2013) e os documentários “A alma da gente” (2012) e “Da cabeça aos pés” (2013), são exemplos desse momento de […]

RENDA, difundindo a dança nordestina para o Nordeste

Entrelaçar fios: uma RENDA   Joyce Barbosa “…a rede [está] em constante movimento, como um tecer e destecer ininterrupto das ligações. É assim que efetivamente cresce o indivíduo, partindo de uma rede de pessoas que existiam antes dele para uma rede que ele ajuda a formar.” (Elias, Norbert. “A sociedade dos indivíduos”. Editora Jorge Zahar, […]

As emergências de uma ação curatorial: refletindo a Bienal SESC de Dança

“Contemporâneo é aquele que mantém fixo o olhar no seu tempo, para nele perceber não as luzes, mas o escuro. Todos os tempos são, para quem deles experimenta a contemporaneidade, obscuros. Contemporâneo é, justamente, aquele que sabe ver essa obscuridade, que é capaz de escrever mergulhando a pena nas trevas do presente.” O trecho acima […]

Mostra Primeiras Obras desafia jovens criadores paulistas

Constata-se, nos últimos anos, certa tendência em premiar artistas iniciantes. Temos, por exemplo, o Prêmio Funarte Petrobras Klauss Vianna de Dança, um edital federal que, caso seja lançado este ano, trará pela terceira vez a categoria “novos talentos”. Nele, prevê-se o financiamento de dois projetos por região, como ocorreu na edição do ano passado – […]