Ângelo Madureira e Ana Catarina Vieira confrontam o fazer e o pensar popular

Clandestino No dia 18 de agosto, os bailarinos Ângelo Madureira e Ana Catarina Vieira estréiam o espetáculo Clandestino no Sesc Santana, em São Paulo. A apresentação abordará as infinitas possibilidades de dança que emergem da confluência entre o popular, o erudito e o contemporâneo. O objetivo é colocar as diferentes formas de se pensar e fazer a dança popular, que neste espetáculo se encontra “camuflada” em meio a uma mistura de linguagens.

Um dos 22 projetos selecionados pelo Prêmio Funarte Petrobras de Fomento à Dança 2005, Clandestino traz um jogo de luzes e figurinos que tornam a descoberta do espectador ainda mais rica.

O público poderá atuar como um detetive em meio a movimentos rasteiros e grandes saltos, em que diferentes partes do corpo dividem a mesma movimentação. O espetáculo também lança uma reflexão a respeito da situação clandestina de muitos artistas contemporâneos, pontuadas ao longo da coreografia com uma visão otimista e bem-humorada.

As apresentações são nos dias 18, 19 e 20 de agosto.

No dia 19, às 17h, será apresentado o espetáculo Como?, um “resumo” das experimentações realizadas pela dupla, mostrando de forma pedagógica o processo de pesquisa e criação dos bailarinos.