Balé Teatro Guaíra em turnê por Piracicaba, São Paulo e Curitiba

Pequenomundo O Balé Teatro Guaíra inicia dia 29 de julho uma série de apresentações que incluem as cidades de Piracicaba (SP), São Paulo e Curitiba.

Em Piracicaba, primeira cidade da turnê, serão mostrados os espetáculos Trânsito e Segundo Sopro. As apresentações serão nos dias 29 (21h) e 30 (16h, este fechado para convidados da Kraft) no Teatro Municipal de Piracicaba Dr. Losso Netto.
Em agosto, o Balé Teatro Guaíra segue para São Paulo, onde se apresenta nos dias 4 e 5 (21h) e no dia 6 (19h) de agosto, no Teatro Sérgio Cardoso. No repertório, Verschwindend Kleine Welt (Pequeno Mundo) e Espaço 2.

Para fechar a turnê, O Balé Teatro Guaíra se apresentará em Curitiba, no Auditório Bento Munhoz da Rocha Netto (Guairão), no dias 26 às 20h30 e 27 às 18h, com a mesma programação apresentada na cidade de São Paulo.

Repertório:

Trânsito tem coreografia de Ana Vitória. A obra trata da diversidade rítmica e formal de culturas distintas, organizados por Cláudio Dauelsberg. A diversidade também aparece na movimentação cênica, sempre linear e seca.

O Segundo Sopro é criação da coreógrafa paulista Roseli Rodrigues e um dos principais trabalhos do Balé Teatro Guaíra. Neste trabalho ela uniu o sentido dos elementos, vento, água e pedras. Os bailarinos dançam, literalmente, sob uma cortina de chuva artificial, num palco coberto por um espelho de água.

Verschwindend Kleine Welt (Pequeno Mundo), de Felix Landerer, teve estréia em 2005, em Curitiba. A coreografia é sobre a perda de memória, a idéia de uma pessoa que descobre que perderá sua memória.

Espaço 2, de Henrique Rodovalho, reúne esboços de personagens, pequenas ações acontecem. Além da música de Schöeberg, o Concerto Para Violino Elétrico e Orquestra, de Tracy Silverman, apresenta o lado mais humano da movimentação. O movimento já se mostra mais natural e orgânico, resultando no espaço cênico, uma outra forma de ocupação a partir dos sentidos.