Debates e apresentação de Dominique Boivin no Cahiers de la Danse

Criado em 2004 por Lia Rodrigues, Silvia Soter e o Serviço Cultural do Consulado Geral da França no Rio de Janeiro, o projeto Cahiers de la danse firmou-se como um espaço de encontro entre a dança contemporânea francesa e a brasileira. Há três anos, o Teatro Maison de France (no Rio de Janeiro) é palco para que artistas, professores e pesquisadores brasileiros e franceses realizem cursos, palestras e encontros com o público carioca. A dança e o corpo, em diálogo com várias linguagens contemporâneas, são os fios condutores da programação.

Nesta edição, que acontece nos dias 6, 7 e 8 de agosto, com o título Territórios da Dança, o destaque fica por conta do espetáculo A Dança, uma História a minha Maneira (“La danse, une histoire à ma façon”), de 1994.

Este solo do bailarino Dominique Boivin, diretor da cia. Beau Geste, percorre de forma bem-humorada a história da dança desde a pré-história até os dias atuais, com ênfase nos grandes coreógrafos, como Loïe Fuller, Isadora Duncan, Martha Graham, Nijinsky, Maurice Béjart, Merce Cunningham, Trisha Brown, Pina Baush. O espetáculo já foi apresentado mais de 250 vezes na França e no exterior (Portugal, Japão, Estados Unidos, Itália, Grécia, África Central e Espanha, entre outros). Os paulistas podem conferir a performance nos dias 14 e 15 de agosto, no Teatro de Dança/ Teatro Itália.

Abaixo, a programação completa do Cahiers de la Danse:

6 de agosto, 19h, no Espaço SESC/Sala Multiuso (Rua Domingues Ferreira, 160 – Copacabana – tel: 2548-1088)
Mesa-redonda “Os territórios da dança” com Annie Sellem, diretora da Petite Fabrique (os meios de produção e de difusão na França, dos anos 80 até hoje), Nayse Lopez e Eduardo Bonito, diretores do festival Panorama de Dança (os Territórios da Dança no Brasil de hoje).

7 de agosto, 20h, Teatro Maison de France (Consulado Geral da França, Av. Presidente Antonio Carlos, 58 – Centro – tel. 3974-6699)
Espetáculo A Dança, uma história a minha maneira, com Dominique Boivin, diretor da Companhia Beau Geste. Participação especial do ator Felipe Rocha. Em seguida debate com o coreógrafo.

8 de agosto, 20h, Teatro Maison de France (Consulado Geral da França, Av. Presidente Antonio Carlos, 58 – Centro – tel. 3974-6699)
Conferência “Os nomes próprios da dança brasileira”, com Roberto Pereira, doutor em Comunicação e Semiótica, crítico de dança do Jornal do Brasil e coordenador do Curso superior de Dança da UniverCidade (RJ).