Quik Cia. de Dança estréia novo espetáculo

Formas_e_linhas_quik Nos dias 2 e 3 de setembro, a Quik Cia. de Dança apresenta Formas e Linhas, sua mais nova criação, no Teatro Sesi Minas (Rua Padre Marinho, 60 – Sta. Efigênia – Belo Horizonte).

O espetáculo tem como campo de trabalho uma pesquisa histórica sobre o pensamento e formas do construtivismo que, como todos os ‘ismos’ das vanguardas artísticas, ultrapassam descrições resumidas.
Não se trata, portanto, de uma retrospectiva nem de uma apropriação ou releitura de um passado do qual se poderia celebrar ou lamentar a desaparição.
Para a Quik Cia de Dança as vanguardas históricas não são fontes puras, mas funcionam ora como moldura para o pensamento coreográfico minuciosamente articulado, ora como elemento construtivo da própria dança.
O uso de formas geométricas como o cubo recortado por linhas elásticas cria um espaço virtual em que se constroem imagens-movimento.
Os quatro bailarinos desenham gestos simétricos e assimétricos que se repetem no espaço, resultando em uma obra coreográfica baseada na matemática e na geometria. A luz, o figurino, o cenário e os movimentos dialogam entre si construindo a dramaturgia da obra.
Por fim, cria-se a partir de repetições visuais, sonoras e gestuais uma dança e unicamente através dela vibrações sem nome e outros espaços pelos quais os corpos ativamente tendem a escapar.
E é então que a dança como fluxo de forças desfaz todas as oposições fixas entre o individual e o coletivo, cria e desmancha seu próprio passado (por Marcelo Kraiser).