Talento de exportação | Talento de exportação

Com seu estilo único, um híbrido de dança contemporânea e latina, o brasileiro Jean Abreu se estabeleceu como um dos promissores talentos britânicos.
Com o Jerwood Choreography Award que ganhou em 2003, Jean desenvolveu seu primeiro trabalho em grupo, Fijis, um trio para dois homens e uma mulher.
O espetáculo explora conceitos da sexualidade moderna e como instintos humanos impactam em decisões morais.
O trabalho é complementado pela música especialmente composta por John Metcalfe e pela iluminação de David Holmes.
As apresentações são dia 18 e 19 de outubro, às 19h, no South Bank Centre -Purcell Room, em UK.
Com seu estilo único, um híbrido de dança contemporânea e latina, o brasileiro Jean Abreu se estabeleceu como um dos promissores talentos britânicos.
Com o Jerwood Choreography Award que ganhou em 2003, Jean desenvolveu seu primeiro trabalho em grupo, Fijis, um trio para dois homens e uma mulher.
O espetáculo explora conceitos da sexualidade moderna e como instintos humanos impactam em decisões morais.
O trabalho é complementado pela música especialmente composta por John Metcalfe e pela iluminação de David Holmes.
As apresentações são dia 18 e 19 de outubro, às 19h, no South Bank Centre -Purcell Room, em UK.